Sobrevivente

Author: Henrique Alvez / Marcadores:

Sobrevivente queria me ver
Sobrevivente queria conversar
Sobrevivente Parecia sofrer
Precisava comigo estar

Sobrevivente não pôde me ver
Sem um grande sorriso abrir
Sobrevivente não quis me abraçar
Para seu apreço não admitir

Sobrevivente quis se sentar
Para melhor conversar
Sobrevivente começou a falar
E eu a me assustar

Sobrevivente vai se matar
Não aguenta mais amar
Sobrevivente quer morrer
Não quer mais sobreviver

Sobrevivente se levantou
E eu junto me ergui
Sobrevivente me parou
Mas eu a queria impedir

Sobrevivente fugiu
Sua morte tinha hora
Em desespero partiu
E eu a seguindo, rua afora

Sobrevivente parou
O abismo era impiedoso
Sobrevivente me segurou
Em um beijo cauteloso

Sobrevivente se jogou
Sobrevivente se matou
Sobrevivente morreu
Não mais sobreviveu

51 comentários:

greg disse...

Nossa, muito lindo o poema!!
parabéns
http://naosentindo.blogspot.com/

Karla Hack disse...

O ritmo me fez lembrar de Ismália!
Gostei!
;D

Junim disse...

Muiro bom, principalmente se tratando de uma pessoa tão jovem o escritor!!! Hoje dificilmente encontramos pessoas tão jovens com um dom tão interessante.


http://meucaonaochupamanga.blogspot.com

Ana R. disse...

A gente sobrevive nas nossas próprias vidas mediocres, e uma hora a gente cansa de sobreviver. Adorei seu texto e blog, se puder, passa no meu.

abraços.

Francorebel disse...

Sensível e profundo... profundo como o mar... valeu!

Sophia disse...

gostei muito. parabéns.

spectromgm disse...

(um tempinho para pensar em algo a dizer que não seja "muito bom")
Profundo! Ou melhor... Seu poema "toca" quem o lê, o instiga a imaginar "quem diabos é essa sobrevivente"? A meu ver, todos nós somos sobreviventes, por estarmos vivos em um mundo como esse.
Gostei muito do blog (foi bom descobrir que existe outra pessoa que tem dezesseis anos, escreve e tem um blog! Apesar de você ser bem mais "letrado" do que eu).
Dúvida cruel: o que é "pascácio"? Até mais!

Mônica May disse...

Adoreiiii,é como eu me sinto,uma hora acho que vou cansar de sobreviver !!!
bjos

http://sigaafadaverde.blogspot.com/

Macaco Pipi disse...

a mão amiga que te salvou!

disse...

Bonito, forte, triste, real, tenaz... cheio de ritmo. Gostei!!
Quem sobrevive a dor do amor???
Abraços

Eu? disse...

Muito lindo, profundo!
=)

Guilherme Lombardi disse...

belissimo poema, bem intenso e tocante

joão victor borges disse...

Sobreviver sempre foi mais importante que viver, o que eu acho natural. O problema é quando não podemos viver o pouco possível pra sobreviver às condições que são impostas a cada um.

No caso da sua sobrevivente, a dificuldade devia ser tamanha que ela preferiu se abster do direito que lhe foi dado de sobreviver, e acabar logo com o sofrimento.

Mais um ótimo texto! Abraço! :D

http://anpulheta.blogspot.com

Rony Phanuelly disse...

Eita, ameei :O
Lindo, o poema está perfeito. Profundo e tem uma ótima sonoridade
Adorei essa parte

Sobrevivente vai se matar
Não aguenta mais amar
Sobrevivente quer morrer
Não quer mais sobreviver

^^ Asssim que dei de cara com o blog já vi que era coisa boa. Nesse caso as aparencias não me enganaram ^^

Está mesmo de parabéns ^^

Kelly Christi disse...

e esse sobrevivente somos nós mesmos, nas nossas contradições.

blog bacana

http://www.pequenosdeleites.blogspot.com

Sílvia Soares disse...

Muitas vezes as pessoas não suportam as coisas que a vida traz, mesmo tendo tido uma chance a mais.
Belo texto!

=)

Artie disse...

heheh...muito bom o poema...até a métrica está certinha...e poxa...sobrevivente não sobreviveu =/
legal mesmo.

Mima disse...

muito bom, não só o poema como o seu blog todo!!
esta tudo ótimo!!

parabens...

beijos e me visita!!

http://drnanet.blogspot.com/

Schuan Terra disse...

q lindo, adorei viajar nessas palavras!

Suzy Carvalho disse...

mto legal o poema, simples e complexo em alguns pontos, mto bom :D

May Ribeiro disse...

Belas palavras :)
Adorei o poema!

B. disse...

O poema me fez lembrar o clip de I don't love you, do My Chemical Romance.
Pena que ela morreu. Poderia ter se recuperado, sim. Mas cada um tem seu limite né...
Parabéns por fazer um poema tão bonito assim.
Parabéns só por fazer um poema decente.São poucos.

Luiz Brisa disse...

ritimo ta legal
e bem escrito
acho q eh o melhor post q ja li aki
xD

BruNiNhA PuKBLuE disse...

Mtu bom !^^

Luiz Brisa disse...

os 3 ultimos versos são os melhores
^^

Carolina Cardoso disse...

Parabéns! Principalmente por ser um poema seu!!

Jeniffer Yara disse...

Somos todos sobreviventes,mas há aqueles que não querem ser mais.Seu poema me fez pensar nisso.
Você escreve muito bem! ;)

Beijos.

Suzie disse...

Achei super lindo seu poema.

Parabéns, você é muito talentoso.

Abraço

thamires_fg01 disse...

gostei do poema ...
apezar de repetir muito a palavra sobrevivente =x
mas achei lindo
;** boa noite

Raah disse...

Belo poema. Realmente as pessoas não tem o hábito de ler... o que é uma pena. Gostei da sua descrição, imagem,template! Parabéns!

Veja meu vídeo:

http://sonhoparecedeverdade.blogspot.com/

Isynhah disse...

Adorei os seus textos ,
e infelizmente as pessoas que não
tem o hábito de ler não sabem o quanto
perdem com isso !

Gostei do seu blog :D


Tô te seguindo, me segue também :

[http://boorboleteando.blogspot.com/]
[http://isynhah.blogspot.com/]

Anyhta disse...

Somos todos sobreviventes de um mundo naufragado....

http://big-worlds.blogspot.com/

LADY DARK ANGEL disse...

Eu apenas uma sobrevivente, sera q em vez de sobreviver algum dia eu vou viver?

30 e poucos anos. disse...

Sobreviver é viver um pouco mais.......

Se matar por amar demais ??
Quem é que é infleiz por amar demais ?

Jeniffer Farias disse...

poxa, estava torcendo pra ele sobreviver :(
PARABÉNS pelo seu espaço.




http://temsabordeabraco.blogspot.com/
beeijo :*

saudeecompanhia disse...

Excelente!Somos todos um pouco sobreviventes!

Marcos A. G. Carneiro disse...

Gostei da musicalidade.
Trabalhou bem a métrica livre e as rimas alternadas. Faço meus poemas com essa dinâmica, apesar de colocar pontuação - menos livre.
E a Assonância não ficou pesada.
..
Muito bom.
Depois vá ao meu blog, ler os meus.
Estou te seguindo.

Pedro Sombra disse...

Não sou muito entendido do assunto, mas gostei muito do padrão das rimas. Ficou uma coisa bem gostosa de ler. Parabéns ;D

Pontes disse...

Bonito texto, mostra bem a instabilidade humana.

Giovana disse...

Obrigada por visitar meu blog, é uma honra! ;]
O seu blog é demais!

Cintia Barreto disse...

Nossa que lindo..vc escreve muito bem ein..
Parabéns...
www.cintiajb.blogspot.com

malú e victor ! disse...

cara, você escreve muito bem, Adorei esse poema, parabéns.

Mário Machado disse...

Poema legal, trabalhado poderia ser um bom soneto, mas ai é com vc..rs..
terminei o palpite

Abs,

Luiz Brisa disse...

legal seu blog
ja penso em postagens diarias

May Ribeiro disse...

É ainda mais intenso quando se lê mais de uma vez...

Vaunei Guimarães disse...

bom...bem interessante o jogo de palavras...gostei

www.vauneiguimaraes.blogspot.com/

Hemmely disse...

mt bom , parabéns ^^

Luiz Brisa disse...

seu post ta d+
atualiza mais
^^

Nathália Duarte disse...

ahh adorei!

Nando! disse...

Incrível a qualidade de seus texto! Gostei mto mesmo! Parabéns! =D

Deni disse...

sempre perfeito *--*
amu de +++
suas poesias
tempão que não passava por aqui
bjuu

Postar um comentário

Evitem enviar o link do seu blog junto com o comentário, e principalmente coisas como: "visite meu blog + link".... Faça isso e não haverá visita.

Pages