Querido diário, maldito proprietário.

Author: Henrique Alvez / Marcadores: ,


Querido diário...

Hoje foi mais um dia ordinário e desprovido de pasmos, porém deveras fecundo, pois tudo correu como o esquematizado.

É por isso que lhe digo (Por mais que um caderno não possa absorver bons conselhos): Planejar é uma arte e versá-la é o ato mais sensato que pode ter um ser humano.

Pois bem, se virar a página saberá o que pretendia que se incidisse hoje, por isso irei direto à execução de meu grandioso plano.

Carmen estava lá, linda como todos os dias. Eram seis horas da manhã e uma grosseira mochila a deixava ligeiramente corcunda. Sempre achei que os milhares de chaveiros fizessem uma considerável diferença no peso que o item fazia sobre suas costas.

Foi então que o ônibus finalmente chegou. Era hora de executar a primeira parte do plano.

Observando-a por poucos dias (os quais me esqueci de narrar a você) pude perceber algumas coisas que proporcionariam meu sucesso nesta primeira etapa.

1 – Havia uma velhota e uma aleijada que sempre chegavam pouco depois das 6:15 e pouco antes que chegasse a condução.

2 – O primeiro a entrar sempre era o mesmo, um homem alto, magro e de olhar penetrante. Também era o primeiro a saltar em todo o percurso, junto a uma criança de uns sete anos que embarcava no ponto seguinte.

3 – Carmen era gentil, e fazia questão de entrar por último.

4 – Ela sempre viajava de pé e no mesmo lugar.

Entrei no ônibus logo atrás da aleijada, fazendo questão de ajudá-la e dando a entender que estávamos acompanhados. Apressei-me em sentar ao lado do homem de olhar penetrante e, como o esperado, Carmen parou do outro lado, exatamente como fizera todos os dias em que eu a observei encantado por sua beleza e pela forma atraente como se comportava.

A cutuquei, fazendo-a virar seu belo rosto sorridente em minha direção. Um pouco extasiado, perguntei se podia levar sua mochila e agradecida, virou-se completamente, entregou-me o trambolho e preparou-se para viajar de pé a minha frente.

Três pontos se passaram, e os dois primeiros a descer o fizeram. Um deles era o homem ao meu lado, eu abri passagem para que saísse e logo depois migrei para o banco abaixo da janela.
Então olhei para os olhos dela, lancei o olhar mais convidativo que consegui manipular e, sem dizer uma só palavra, a convidei a se sentar.

Apartir daí eu precisei confiar em mim mesmo para que tudo continuasse dando certo. E eu consegui. (risos)

Fomos conversando até o final do percurso do ônibus, onde os dois desceriam para os próprios destinos. Perguntei quando ela estaria disponível, esperando levar uma patada descomunal que arruinaria meus planos, mas ela apenas respondeu que depois da escola precisava ir à sua aula no curso de inglês, e que saía de lá pelas 15:30.

Com seu número salvo na memória do celular, segui rumo ao meu destino rotineiro, esperando ansiosamente que os ponteiros do relógio formassem um ângulo de 90 graus (gostei disso).

15:30. Fui até a porta do seu curso de inglês. Ela pareceu animada em me ver, o que me deixou muito mais feliz e seguro. Perguntei se queria comer alguma coisa, ela respondeu positivamente e decidimos tomar um milk-shake (ninguém come milk-shake, mas o importante é o êxito do plano).

Ao chegarmos, parei no pequeno quiosque de milk-shake que ficava num dos cantos da entrada da lanchonete. Hora da segunda parte do plano que dependeu do acaso (e de minha evidente virilidade) para prosseguir, rsrsrsrs (ainda não sei o que me faz rir da maneira como faço no computador... Faz parecer tão imaturo).

Pedi que se sentasse e esperasse eu levar as duas bebidas na mesa, e ela o fez.

Após receber os pedidos, deixei algumas moedas caírem propositalmente no chão. Com isso,o funcionário me proporcionou tempo suficiente, abaixando para recuperá-las.

Me dirigi a mesa e a entreguei o milk-shake que pediu. Passados poucos minutos de conversa, finalmente ela cambaleou e despencou em direção ao chão.

Contendo o sorriso, eu simulei preocupação e a peguei no colo, disse a todos que era o pai dela e que tudo estava bem. A enfiei num dos táxis que estavam parados (fazia parte do plano escolher uma lanchonete em frente a um ponto de táxi), e ainda fingindo desespero, falei para que nos levasse para casa.
Finalmente chegamos e o plano atinge seu grande clímax.

Agora ela está amordaçada.

Estou apenas esperando que acorde para drenar sua doce inocência com toda a minha experiência.....

68 comentários:

Cacau disse...

UAU
excelente texto, e eu que ao ir lendo imaginava um final meigo e inocente.
pelo visto a inocência está para ser drenada, se já não o foi
muito criativo, meus sinceros parabéns!

Mate seu professor comigo.com disse...

Fascinante.......
Repetindo as palavras de Cacau: "imaginava um final meigo e inocente".
E ainda acreditei, no começo que era real. Coisas da mente...

Parabens...só falta publicar o livro hein.

=)

www.mateseuprofessor.blogspot.com

●๋•♣єvєяTØη™●๋•♫ disse...

Seu Blog está de parabéns, muito bacana mesmo.
Se puder ver o meu e dar sua opinião fique a vontade!

http://apesardos.blogspot.com

Cleber Paes disse...

doido os textos esse final ae que achei meuio kabulozo

www.mundoirado.com

Contando disse...

MEU DEUS! Amei esse blog! Vou salvar nos favoritos e acessar com mais frequência, tbm escrevo coisasdo tipo e me identifiquei muito! =D

Casa do Hippie . Blogspot . Com disse...

Cara, fiquei passado com você! Você escreve demais e a sensibilidade para detalhes faz seu texto maior ainda.

Abraços, gostei mesmo.

Hippie

diibiazza disse...

poo cara, massa o textoo..
O mal existe e está rodando todos os dias a nossaa existencia
UMA MISERIA HUMANA (: '

Movie Down disse...

serio champs
adorei o texto

Lady Marinah disse...

Oiieh!
Eu adorei seu texto, muiito bom mesmo.
Eu queria saber escrever tão bem assim.
(L)

paulinhagissoni disse...

Parabens pelo blog!!!

Texto muitooo bom!!! Prende a atenção...O que é bastante importante! rsrs

PGFysio
http://pgfysio.blogspot.com/2010/07/vamos-fortalecer-nosso-panceps.html

ϟ Fefα ... disse...

ADOOREI O TEXTO, O BLOG TUDOO *--*
tá de parabéns .UDSHADSDS

ps : se der, comenta ? *---*


umanoiteagitada.blogspot.com

:B
Beijons

obs: CONTIINUEE ASSIM *---*

FILhote disse...

gostei bastante
muito tenso e meigo
bastante ironico
o que eh dificil
show

Mário Machado disse...

Esse história me lembrou quando eu tinha uns 16-17 anos e entre minhas aulas de judô e o treino de basquete eu andava uns 14 km só para falar com minha namorada na saída do Inglês dela..

Só mesmo os hormônios da adolescência para justificar uma loucura dessas...

Abs

Steffi de Castro disse...

muito bom o texto, você demonstra muito domínio da língua portuguesa e da arte da narração. Parabéns :)

Mário Machado disse...

Lógico que meu namoro não era nada "Dexter" como a história ..rs.. só pra constar.

D. Arms disse...

sim... de fato ninguem "come" milk-shake, hahaha...
mas enfim... fabuloso! é bem escrito, mas é simples e bem humorado... não é pretensioso, apenas é porque "é"! :)

aproveito pra seguir tb... vale à pena.
se der tempo da uma olhada no meu tb o/

abraço meu chapa@!

Pontes disse...

Nossa, excelente história. Esperava mais um clichê de amor platônico, mas o final me surpreendeu positivamente. Meus parabéns.

Naty e Carlos disse...

"Nunca corra atrás de quem você ama. Simplesmente deixe que o tempo traga até ti quem realmente te ama..."
Uma Feliz Semana
BJS

joana disse...

nossa como alguém pode eescrever com tanta perfeição? bom de mas, do começo ao fim. é um blog que vale apena lêr, parabénss!

B. disse...

Humm...Instigante. Mas se fosse eu não precisava me amarrar nem dopar nem nada. Só cativar e pronto! hsauhsauhsausauasuhsuha

ϟ мαrcos volk ! disse...

Passando aqui para agradecer a visita/comentario no meu novo blog, e hahahauhaa já havia visto outro blog meu né? hauhaha pois é, eu te sigo, to sempre aqui. :D
Abração, valew.
;*

Luiz Brisa disse...

nussa q loko
ta bem legal
xD

Augusto disse...

Ei, muito bom! É difícil achar um texto que prenda a atenção na blogosfera nos dias de hoje.
Parabéns!

http://meuquartoesala.blogspot.com/

Pedro disse...

Raramente se encontra textos com tanta qualidade!
PARABÉNS!

=)

Artie disse...

muito bom esse texto
sucesso ^^

Karine Lima disse...

o blog tá ótimo, parabéns!
estou te seguindo, segue o meu blog tbm?

http://livreelouca.blogspot.com/

Beijos.

Rochafc disse...

muito me surprendeu mesmo

http://rochafcx.blogspot.com/

Caroline disse...

Muito bom! Surpreendente! Vc escreve bem pra caramba!

Meu blog: www.mensageirosdosventos24x7.blogspot.com

Hysteria Project disse...

o melhor foi o final =D

Raquel Machado disse...

Seu Blog está de parabéns, ADOREI!! Muito bom o texto! Beijos

Suzy Carvalho disse...

nao sou mto fã de planejamentos, mas sei q mtas vezes sao necessarios, mas gosto de deixar as coisas acontecendo e fazer o q der vontade na hora =)

Raquel Machado disse...

Poxa, mas meu blog é pra iniciantes. Tudo bem, já que você não curte esses assuntos, quando eu criar meu blog com meus textos eu mando pra você e quero ver se você os entende. Também tenho um lado subjetivo, lírico, poeta. Na verdade, eu sou toda dessa forma, mas a vida me obrigou a trabalhar com Java, hehe. Bjs ;*

danilo disse...

Adorei seu blog, seu post é maravilho, estou te seguindo!Continue assim!
http://danilofutebol.blogspot.com/

Camyli Alessandra disse...

parabens pelo texto.

Giih disse...

Nossa, esse tocou no fundo ! Adorei...
Obrigada pelo comentário no meu Blog, fiquei impressionada com o teu, escreve muitoo bem !
Um Beijão e Sucesso !

Fabiano disse...

é a primeira vez que acesso o seu blog e fiquei impressionado com o conteúdo. o texto é excelente e totalmente supreendente. parabéns.

L ine disse...

Você escreve muito bem! Parabéns!

jaka disse...

cruminoso, isso é uma confissão? rs...

Anônimo disse...

belo post!
abs

http://luisvalensi.blogspot.com/

MUNDO DROGADO disse...

muito massa o post

Mário Machado disse...

Faltou, a meu ver, uma maior descrição da moça inocente, falou o fator X o que despertou o interesse.

Amyna Fainemen disse...

Criativissimo parabés nenhum superlativo supera seu talento
estou seguindo seu blog desde agora

Karla Hack disse...

Adorei o tom psicótico do texto...
Vai se lendo, achando estranho, sentir uma confusão, um mal-estar e acaba super criativo!
Parabéns!
;D

Anônimo disse...

nossa tudo parece perfeito no seu blog. parabéns :))

http://www.bebellima7.blogspot.com/

Euzer Lopes disse...

Impressionante...
Eu viajei na minha adolescência de paqueras inocentes, quando me deparo com um psicopata pedófilo pela frente.
Surpreendente o texto.
Imaginaria qualquer final, menos este.
Genial!

Rogerio disse...

o texto me prendeu...uma storia muito boa...

e apesar que isso ainda acontece de verdade...

Fabiane Aline disse...

Muito legal o texto, bem escrito e que faz a gente ler do começo ao fim. Parabéns.
Obrigada pela visita, te convido ir ao meu cantinho mais vezes.
Beijinhos.

Cleber Paes disse...

textos muito legais henrique

www.mundoirado.com

deblita!!! disse...

escreve bem...
bem loco esse texto ;D

depois passa no meu
www.aecochata.blogspot.com

Junim disse...

E aí cara, to passando para retribuir a visita e os comentarios em meu blog! E elogiá-lo pelo belíssimo blog, desde o template, o texto a organização, enfim parabens e muito sucesso em seu blog!!
um abraço!!!!

Henrique Junior (meu cão não chupa manga)

Pat disse...

Nossa,que final inesperado...
Seus textos são excêntricos,
e isso é bom.Afinal,como disse Mário Quintana "O comum não nos atrai"

Beijos

Valci Pessoa disse...

HAHAHA, adorei, muito bom mesmo, você escreve muito bem, gosto disso...
Final perfeito, faz com quem a maioria das pessoas esperem uma coisa e dá um tapa na pantera..
HAHAHA
Realmente muito bom.
Vou te seguir colega. ;)

www.brisado.com

Fernando disse...

Quero ter um diário!
Deu vontade, agora.

Diário à moda antiga, claro. rs

abs,
seuanonimo.blogspot.com

Alexandre Terra disse...

caraca q demais o texto! o final é totalmente surpreendente!

joão victor borges disse...

Esse final é um tapa na cara de qualquer um. Quem sabe você mesmo não tenha se batido pra escrever isso :D

De verdade, pelo título já imaginava alguma surpresa, mas essa foi tão intensa que eu, sentado tranqüilo aqui, me senti amordaçado, pronto para ser drenado de inocência.

O cara é um estuprador ou um psicopata? Seja o que for, ele é brilhante.

Abraço!

http://anpulheta.blogspot.com

Casa do Hippie disse...

Cara, você escreve muito! Parabens

thamires_fg01 disse...

Cara, você escreve muito!(2)
hauahau... bixo q texto em ... =x
nao aguentei em ler so o texto futuquei um pouco seu blog , achei irrado... to te seguindo viu.. se quizer me seguir tbm vou adora sua compania rs ... bjs

Luiz Brisa disse...

vc escreve muito bem
^^
rs

malú e victor ! disse...

você escreve bem demais, seu blog é demais. Adorei o tema, realmente muito bom. Passe lá no meu blog também, valeu.

Verônica Cerqueira de Almeida. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

opa! muito bom seu blog! muito mesmo! estou te seguindo!

O mundo de cada um disse...

Uau, me surpreende com o final,esperava um final um final tipo felizes para sempre. E vc tem uma alma bem positiva para a escrita, escreve com naturalidade. Parabéns, seguindo.

joão victor borges disse...

Não tenho nem mais onde comentar, o que só maximiza seu blog e seus posts! Agora, como é que você tem tantos seguidores no Twitter mesmo? :D

Abraço! ;)

http://anpulheta.blogspot.com

LADY DARK ANGEL disse...

Eu achei bm real e fikei assusta com o fim da história, mas é apenas uma história inventada...

Bruna :) disse...

escolhi o texto ao acaso, está é a primeira vez que leio o seu blog. Impressionante.

E eu acreditando ser mais uma historia de casal adolescente, não entendi o titulo de primeira( achei que fosse apenas baixa auto estima), mas não, não era.
Brilhante. Leitura muito agradável.

Bjuss

Bruna relatosdegarota.blogspot.com/

Pedro Sombra disse...

cara, preciso te confessar. Logo no começo achei que o texto fosse uma coisa melosa e sem graça. Depois a meiguice do texto foi me prendendo à leitura, mas esse final... puta que pariu, car,a há muito tempo eu não lia um texto tão bom. Nem ao menos relaciono isso a violência, ao choque, mas à forma como o decorrer da história te prende ao texto. Tempos atrás já escrevi um texto que retratava a violência infantil, mas nada como este. Está simplesmente magnífico, sério mesmo.

Anônimo disse...

end of western civilization :?

marine

Renilda disse...

Bom, sou suspeita pra dizer alguma coisa...rsrsrs mas adorei tudo. Vc está de parabéns!!!!!! bjx

Postar um comentário

Evitem enviar o link do seu blog junto com o comentário, e principalmente coisas como: "visite meu blog + link".... Faça isso e não haverá visita.

Pages