O menino da janela

Author: Henrique Alvez / Marcadores:

Janela Minha
Porta de vidro
Rachado,
Manchado
Por meus próprios sonhos
Reflexos de Candura imaculável

Superfície Marcada
Eterno portal
De um olhar inocente
Horizonte onipresente
Àquela que não mente

Verdade doutrem
Desrespeito alheio
Curiosidade Infindável
Flor da corruptível paixão doutrora...
Meu conceito mutável

Sou a Testemunha invisível
Daquilo que nenhum véu oculta
Sou a inocência passível
De, pela influência
Crescer em lamúria...

Deveria deixar-me levar,
Ou deixar minha santa ignorância
Soberana reinar?
Apenas observar,
Ou fazer de errôneas vidas
Um molde a imitar?

Dúvidas de uma criança
Observações de um adulto
Que dispensando cautela
Nunca se importou em permanecer
O menino da janela.


Por: Henrique Alvez

77 comentários:

Guilherme Bayara disse...

Novamente um texto maravilhoso.
Encantador.

Observar as aventuras da vida é maravilhoso. Vivê-las não tem comparação...

Bruno (Binão) disse...

Realmente encantador , vou seguir o blog

Cabral disse...

O MELHOR BLOG QUE TÁ TENDO!!!
PARABÉNS!

CM Tricoloko disse...

"Deveria deixar-me levar,
Ou deixar minha santa ignorância
Soberana reinar?"

gostei desse estrofe
bem lgl
'-'

- aari disse...

Oiee, Lindo Blog, vs escreve mto beem

SUCESSO ^^'

Iza Vaz disse...

Adorei o texto!!
O blog também tá massa :D

Beijoss

http://ocorreu-um-erro.blogspot.com/

Thamyzinha Iwasaki disse...

lindo poema!!!

PatriciaCruz disse...

Amei o texto *-*
e parabéns pelo blog, muito bom (:

Christian Vinicius Bazyl disse...

Adorei o poema, muito bonito

Glen Pace disse...

Muito bonito, bem suave nas palavras, super agradável de ler. Confesso que veio até um sorrisinho meu no final :}
Só uma coisinha... ali na penúltima estrofe não seria "errôneas" em "Ou fazer de erronias vidas"?
Enfim, muito bom seu texto. (:

Nova Década disse...

Como sempre, bons texto né?!
um tema complexo. Gostei muito
Destaco
"Dúvidas de uma criança
Observações de um adulto
Que dispensando cautela
Nunca se importou em permanecer
O menino da janela."

iMarty Turbo disse...

mt bom

scriptmanent disse...

Adorei o blog, ainda mais sendo de poesias, eu amoooo demais!!!

Me visita tambem.

bjinhos

Branca

Esther Saldanha disse...

Sou a Testemunha invisível
Daquilo que nenhum véu oculta
Sou a inocência passível
De, pela influência
Crescer em lamúria...

Fantástico! Como todo resto.
Você é um escritor encantador mocinho ^^

Anônimo disse...

"Dúvidas de uma criança
Observações de um adulto
Que dispensando cautela
Nunca se importou em permanecer
O menino da janela."


Concordando com a pessoa ali de cima, o texto todo excelente, mas aquela parte ali em cima, merece destaque. Muito bom mesmo.

F. Raeder.

cacaubertrand disse...

adoreiii o texto!! muito bom mesmo!

iMarty Turbo disse...

gostei do texto, msm q ja tinha lido, li di novo rsrsrsrs

O Pinto Louco disse...

Muito bom seu texto envolvente e muito complexo, mais bem resumido!
parabéns!

Camila R. disse...

Adorei tudo!

L.A.G. disse...

Adorei!

Alexandre Terra disse...

mt bom.....gostei bastante, parabens!

Carolina Quirino disse...

você escreve muito bem, parabéns... Confesso que não gosto muito de poesias, porém textos bem escritos são sempre textos bem escritos!

http://futebolrosachoque.blogspot.com

Rogerio disse...

olhando a vida pela janela...belas palavras,,,muito bom...

Kennedy ! disse...

Uma coisa em seu blog é bem comum: Poesia, poema, prosa. Uma coisa é bem incomum: Você é homem. Ok, pode ter certeza eu não estou sendo grosso, machista ou preconceituoso. Mas acho diferente e, ao mesmo tempo, muito massa caras que produzem isso, de fato. Meus parabéns!

Jean Leal disse...

Seu blog e seus poemas são muito bons!
Tnes futuro, rapaz!
Abraço

Fabrina disse...

Adorei o poema e os outros, parabéns e sucesso

Pires Silva disse...

Lindo mesmo o poema, babei
e admirei em especial a estrofe

Sou a Testemunha invisível
Daquilo que nenhum véu oculta
Sou a inocência passível
De, pela influência
Crescer em lamúria...

senti todo seu sentimento nessas palavras
muito bom parabéns

Vanda disse...

Que lindo, gostei muito!!!!
Minha primeira vez aqui no seu blog, seguirei para acompanhar de perto =)

Raquel Lopes disse...

Dúvidas de uma criança
Observações de um adulto
Que dispensando cautela
Nunca se importou em permanecer
O menino da janela. que lindo cara *--*

Anônimo disse...

Gostei bastante dessa sua poesia, normalmente não gosto de blogs pessoais mas o seu é bom. Obrigado por compartilhar =)

Afonso Mendes disse...

Bonito o texto

Gê da Boa disse...

Ótimo, ótimo, parabéns. Gosto de quem sabe escrever. ^^

¢áh disse...

Lindo poema!
A idéia de que uma criança pode ter a mesma ou até mais visão que um adulto foi muito bem mostrada!
Sucesso

Jean Leal disse...

Como já disse, gosto do teu blog.
Vou seguí-lo.

. Yuri Barichivich disse...

Passando para avisar que coloquei seu blog nos links do meu ;D Em retorno ao selo, gratz.
Verball
Siga-nos no @BlogVerbALL

Luanne de Cássia disse...

A inocencia da infancia *-*

Camila Passatuto disse...

A descrição de uma janela, uau! Gostei muito desse começo. O texto começa calmo, passeia ali nas dúvidas e quando pensamos que vai cair em lamento ele levanta rápido, como uma criança e faz festa para quem lê.

Muito bom mesmo.

pisovelho disse...

Muito bom o texto, ótimo jogo de palavras...
Me fez lembrar a quanto tempo não escrevo poemas, falta inspiração... :)

BLOGUEIRO EXECUTIVO disse...

OLHA SEM PALAVRAS, CARA FIQUEI EMOCIONADO COM SEU TEXTO, PUTZ É MEIO INTRADUZÍVEL BUSCAR ADJETIVOS, MAS NUNCA HAVIA SENTIDO ISTO NA BLOGOSFERA, BELO E INTENSO!

ReTwittando Info disse...

Muito bom..
Gostei dessa parte..
"Dúvidas de uma criança
Observações de um adulto"

catrak disse...

Ola beleza? vi seu blog em uma comunidade achei bel legal, mas tipo
tenho uma dica para tu da um Up nele, pq tu não passa ele para um
dominio profissional gratis, tipo o google indexa mais rapido e vc ganha
bem mais visitas alem de parcerias e dinheiro si for o caso.

Aqui nesse Topico nessa comunidade tem varios tutoriais olha ai:

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=1327088&tid=5442225959297148549&start=1

Espero que ajude..

Artilharia Digital

Marcos Baines - Find Yourself disse...

mando bem

Luiz Cirino disse...

Gostei do texto. Bunito demais! ^^

Pobre esponja disse...

Sou um eterno menino da janela. E também, como dizia Nelson Rodrigues "Sou um menino que vê a vida pelo buraco da fechadura".
Gostei do "Horizonte onipresente". Para eu simboliza as questãoes da vida que não serão modificadas, passe o tempo que passe.

abç
Pobre Esponja

l a l a h disse...

Muito bonito seu texto.

Yago disse...

muito bonito

War Inside My Head disse...

PALAVRAS BEM COLOCADAS
INCISIVAS
GOSTEI
GRANDE ABRAÇO
SUCESSO COM O BLOG!
O MEU É VOLTADO A POESIAS TB!
http://yaseryusuf.blogspot.com/

@Fakelicious disse...

Muito bom, gostei bastante.

Wander Veroni disse...

Olá! O poema é muito bem escrito, parabéns. Também sgotsto de ficar "janelando". como as pessoas no interior falam...hehehe.

Abraço,

http://cafecomnoticias.blogspot.com

Vinicius Oliveira disse...

caraca, tu escreve demais cara hahaha, muito bem feito, ta demais teu blog hein ahahah

http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/ comenta la

Phellipe salaroli disse...

Mto Bom Parabéns

/+/ Rafael /+/ disse...

Vc que fez esse texto ou alguém te ajudou?

Pedregulho'S disse...

Sinceramente, nunca li algo tão bom, apesar de nunca ter passado nem visto tantas coisas na janela da minha casa!

Gustavo Lincoln disse...

Não é possível, deve ser copíado! Já é a terceira vez que visito seu blog e fico surpreso com a facilidade que você tem para escrever! Não pare nunca cara, mesmo a poesia hoje em dia não dar dinheiro nem muito mercado, -´so pra vc ter idéia, o número de livrarias da capital da argentina é maior do que o número total de livrarias no brasil- tudo que é bom tem que ser divulgado!

dá uma passadinha no meu, retribua a visita e deixe seu comentário ;)

www.gustavolincolnadm.blogspot.com

.outsid3r disse...

Um menino na janela, sempre observando e aprendendo!
Muito bom ! ABRAÇOS

Renan Leal disse...

PRESOS NO TÉDIO CASEIRO TODA CRIANÇA ADORA UMA JANELA. E QUANTO AO SEU COMENTÁRIO EM MEU BLOG: SIM, 'O APANHADOR NO CAMPO DE CENTEIO' É O MESMO LIVRO QUE O ASSASSINO DE JOHN LENNON ESTAVA LENDO NA ÉPOCA. TALVEZ EU MATE UM DOS JONAS BROTHERS...
AHAHA! - ESSA RISADA É MALÉFICA, IGUAL AOS FILMES DE TERROR - AHAHA!

Théo Borges disse...

ola,
bom poema...
a dualidade entre o fazer e a comodidade de assistir a vida, ser um expectador..

visite-me qdo puder: http://www.leituraopinativa.blogspot.com/

Phellipe salaroli disse...

Otimo Post e Blog

Duchamp disse...

Olá!
Bem, nem sei se você vai ler esse comentário meu depois de taantos outros comentários e também pela data da postagem, mas enfim, de esperanças é feito o homem, não é mesmo?! ;D
Primeiramente, num atraso de 9 dias, quero agradecer o seu comentário no meu blog sobre o texto Fungos e Bactérias. Apreciei demais sua sinceridade. Então, obrigado por comentar e por seguir.
Sobre sua postagem;
Achei o poema tão delicado e sábio assim como um menino, uma criança. A forma que você escreveu demonstra um bom caminho para uma futura maturidade literária. ;D Vou ler seus outros textos e te seguir, ok?

Abraços

B. disse...

Ameeeeeei, tô seguindooo... Ótimo jogo com as palavras :)

Dan disse...

Cara! show!
muito bom mesmo! vou te seguir!

conexão disse...

opa
muito bom poema
cada um q leio ta melhor q o outro

Gabriela Sayour disse...

Belo poema, adorei teu blog *-*
Keep writing (:

Gê da Boa disse...

Já pensou em fazer uma parceria musical?

Abraços!

http://bardoge.blogspot.com/

LUDMILA :) disse...

Cara, parabéns mesmo !
seus textos são demais ! :D

Laryssa Franklin. disse...

"Flor da corruptível paixão doutrora...
Meu conceito mutável"

Nossa... gostei muito.

quer tédio?
http://desordemedesinteresse.blogspot.com/

joão victor borges disse...

amo esse texto, é simplesmente incrível. a analogia feita, pondo em observação a vida e como nós a moldamos, é de uma verdade que poucos tendem a expressar. a propósito, esses versos, na minha opinião, deveriam ser qualificados como os melhores.

"Deveria deixar-me levar,
Ou deixar minha santa ignorância
Soberana reinar?
Apenas observar,
Ou fazer de errôneas vidas
Um molde a imitar?"

http://anpulheta.blogspot.com

Art =] disse...

mtu bom cara
to te seguindo ^^

http://stuffartie.blogspot.com/

FILhote disse...

quanta vida vc consegue transmitir no que escreve
jah pensou en publicar?!
muito talento

Niko Travesso disse...

gostei!
tudo isso por observar uma janela hein?
=]

http://nikomoska.blogspot.com/

/+/ Rafael /+/ disse...

Todos os textos daqui são fodas.

-Xan disse...

rox hein .-.

olhe o meu:
www.madrugando.net

Yorrana Barbosa disse...

Novamente vejo um texto encantador ;D
Seu blog é muito bom , estou por aqui sempre que posso ;D


http://dreamsofyorrana.blogspot.com

Marlos Fernandes disse...

Maravilhoso Cara! muito bem mesmo..

"
Dúvidas de uma criança
Observações de um adulto
Que dispensando cautela
Nunca se importou em permanecer
O menino da janela."

Victor Viana disse...

ahhh muito bom , seu blog é otimo

joyce figueiredo disse...

muito bom seu blog *-*

Luiz Brisa disse...

essa gostei d+
eh uma das melhores
xD

Postar um comentário

Evitem enviar o link do seu blog junto com o comentário, e principalmente coisas como: "visite meu blog + link".... Faça isso e não haverá visita.

Pages